O CRENTE E AS ELEIÇÕES I
Desde a ultima terça-feira 21/08/2012 está sendo transmitido o horário eleitoral gratuíto, e surge sempre a mesma polêmica, 'um crente pode se envolver com política?' minha resposta é curta e direta: SIM, UM CRENTE PODE SE ENVOLVER NA POLÍTICA SIM! é evidente que nossa missão maior é pregar o evangelho, adorar ao nosso salvador Jesus, orar, interceder, etc. mas não se deve esquecer que a igreja tem um papel importante no cenário social, a Bíblia nos mostra políticos famosos que foram considerados os mais nobres servos de Deus como:


claro que nem todos devem se candidatar a um cargo político, até porque cada um de nós fomos chamados para uma obra diferente, mas como cidadãos dessa terra devemos cumprir nossas obrigações, portanto:



Boa eleição e Deus os abençoe.


O CRENTE E AS ELEIÇÕES II

ATENÇÃO

Nessas eleições muitas igrejas têm lançado candidato próprio por uma vaga na Câmara dos Vereadores. Penso que isso um é uma forma interessante de participar da vida pública da sociedade, inclusive porque a cada dia os bons costumes e a moral vem sendo pervertidos através de projetos como legalização do aborto e da maconha, permissão para união cívil de pessoas do mesmo sexo, permissão para adoção de crianças por casais homossexuais, eutanásia, etc. Entretanto cada um deve votar conforme sua consciência, não como que por 'favor". Infelizmente, principalmente nas eleições para deputados e vereadores, o candidato é escolhido pelo eleitor muito mais por uma comodidade do que por suas propostas, quem nunca escolheu um candidato porque é parente de um amigo, vizinho de rua, foi seu professor, é da sua igreja, é indicação do seu patrão, ou pior: porque prestou favores como ceder um uniforme ao futebol ou ao grupo de louvor da igreja, uma cesta básica, um calçamento de rua...etc.?

Entendo que caso sua igreja apresente algum candidato você deve votar nele, caso não, você deve escolher um candidato que tenha as mesma fé e entendimento espiritual que você. Entretanto sua consciência deve seu guia, e claro, você como portador do Espirito Santo de Deus fará a melhor escolha (Romanos 14.8). Portanto:

·        Entender que as funções de um vereador são: fiscalizar os atos do prefeito (contas, orçamentos, obras públicas...); elaborar leis, atender reeinvidicações, servir de elo entre as comunidades (bairros, associações, grupos...) e o prefeito;

·        Não é função do vereador distribuir dinheiro, arrumar emprego, doar uniformes  e cestas básicas.

·        Procure saber quais são as propostas desse candidato (basta acessar as redes sociais dele, site de campanha, procurar o comitê do mesmo para saber o que ele propõe, assistir ao guia eleitoral, etc.);

·        Saiba que, caso eleito, esse candidato será seu representante por 4 anos, ele irá propor Leis que poderão melhorar ou não sua vida, e que essas Leis, inclusive podem ser contrárias ao que você entende ser correto;

·        Lembre-se de que quando o impío governa, o povo geme. (Provérbios 29.2)

mas ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom. 1 Tessalonicenses 5:21

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Meu Perfil
BRASIL , Nordeste , Homem , de 26 a 35 anos , Portuguese , English , Música , Viagens

 
Visitante número: